10/29/2007

Orgulho de ser corinthiano!

Ah, Amigos! Quero falar hoje sobre o nosso amor pelo Corinthians. Simples e direto, nada de rivalidade, crise ou qualquer coisa negativa. Nosso amor é louco!  

Sei que os ultimamente tem sido cruel, pois não se tem muito o que comemorar, a alegria dura pouco, sofremos com a realidade e pior, esqueçemos os motivos que movem nossa paixão. 

Nossa torcida nunca ligou para os títulos, mas exigia raça em campo, a entrega do elenco, perder era mínimo se todos demonstrassem vontade. Não me canso de citar nosso time de 90, cuja a única explicação que tenho é que Neto carregou todos em suas costas. 

Tabus, estádio ou a falta de títulos nunca foi problema, pelo contrário, era problema dos outros que no desejo de serem nossos rivais, praticam a tentativa de comparar tudo com o Corinthians. Para estes, esqueçam, nosso rival será sempre o Palmeiras! Acredito que o mais complicado tem sido convencer os pequenos de seguirem a nossa torcida, eles estão acostumados com a modinha de supervalorizar o momento, mesmo que um time não ganhe nada por 10 anos, a galinha do vizinho é a mais vistosa, aparentemente. 

É preciso resgatar o sentimento que nos fez corintianos, uns nasceram assim, outros aprenderam com o tempo, outros se apaixonaram, mas não quero aqui entrar no relativismo de quem é mais ou menos torcedor, todos torcemos para que nosso clube vá para frente, vença, tenha raça... por isso Carlitos caiu nas graças da torcida, ainda é ídolo, mesmo que mal orientado pelos seus 'donos', para a tristeza da fiel. 

O que te fez corintiano? Será que já esqueceu disso? Esqueça o momento, nunca tivemos isso, esqueça o técnico, afinal todos que entram são criticados, esqueça os placares, as chacotas e lembre-se que foram 23 anos de secura. Pergunte aos mais velhos o que foi isso, o que foi a invasão do Maracanã, o que era ir nos estádios, quem sabe assim, consigamos resgatar o espírito alvinegro e renascer das cinzas. É preciso ter fé. 

Vai Corinthians, não para de lutar!
 
* Texto publicado dia 08.03.2007 no vertebrais.blog.com
Postar um comentário