10/28/2007

Apito: Só o do árbitro!

As organizadas reuniram 30 mil apitos, mas que foram proibidos pela PM de entrar no Pacaembú.

O motivo? Nenhum racional, quem sabe atrapalharia a arbitragem como foi sugerida pelo comando da PM, cuja a função não é avaliar o que atrapalha a arbitragem, convenhamos, e sim oferecer segurança.

Até Andrés Sanches bateu boca para liberar o apito, em vão. Luta perdida. Sem apito no Pacaembú.

Mas os cambistas, os guardadores de carro e os comerciantes faziam a festa do lado de fora, livres, afinal, isso também não é função da PM, certo?

Postar um comentário